Número 62

Edição de janeiro, fevereiro, março de 2017.

Número 62

  • Vinte de setembro pode, Vinte de novembro, não – pág.2

    Os gaúchos fazem muita festa para lembrar a Revolução Farroupilha no dia 20 de setembro. Mas o feriado em homenagem ao Zumbi dos Palmares, comemorado em 20 de novembro, foi tirado do calendário. […]

  • O racismo, ontem e hoje – pág.2

    Onde e como começou o racismo? […]

  • “O Rio Grande do Sul se acha um estado branco” – pág.3

    Entrevista com Dante Guimarãens Guazzelli, professor de História da Escola Porto Alegre (EPA). […]

  • Rita, a nossa guerreira – pág.4

    Rita estava lá, com aquele sorrisão, na campanha contra a tuberculose e pelo direito à saúde do morador de rua. Por ironia do destino, a Rita morreu de tuberculose em novembro de 2016. […]

  • José Mauro, o nosso lanceiro – pág.4

    “Sou descendente dos Lanceiros Negros”. Era assim que José Mauro Marques Rodrigues – que morreu de uma parada cardíaca em novembro passado – se apresentava. […]

  • BOQUINHA: FAMÍLIA DRAGÃO – pág.5-6-7

    Os dragões existiram ou foram inventados? Será que eram tipo dinossauros? Soltavam fogo pela boca? Voavam? O São Jorge matou mesmo um deles? Não importa. Na imaginação ou na realidade, os dragões fazem parte da nossa vida e aqui vai a história de uma família deles. Uma família sem pai e com um filho doente e que, por sofrer muito, se tornou brabo. […]

  • CORUJA & CIA: Sozinhos em casa – pág.5-6-7

    Nenhuma criança deveria ficar sozinha em casa. Mas muitas ficam. E não é por descuido dos pais, não. É porque não há alternativa. O que pode fazer uma família sem recursos? […]

  • A verdade sobre as ocupações – pág.8-9

    No final de 2017 os estudantes do ensino superior de todo o país ocuparam as universidades. Os repórteres do Boca entrevistaram vários deless para saber quais as suas reivindicações , como se organizavam, se receberam apoio familiar e da sociedade e também quais os problemas de segurança. […]

  • Boca participa de pesquisa sobre População de Rua na capital – pág.10

    No decorrer de 2016 foi realizada pela UFRGS a “Pesquisa quanti-qualitativa da população adulta e infanto-juvenil em situação de rua da cidade de Porto Alegre”, com a participação de cinco integrantes do Boca de Rua como facilitadores de campo no censo. […]

  • Gente não é lixo – pág.11

    Os moradores de rua foram expulsos do Viaduto da Borges e tratados como lixo em dezembro passado. […]

  • Uma espiada na França – pág.11

    Charlotte Dafol trabalha no Boca há nove anos. Ela esteve na França no mês de outubro. De lá, trouxe notícias sobre a situação econômica do país e também sobre a educação, a política e a vida dos moradores de rua em Paris. O Boca também tem correspondente internacional. […]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s