Eles eram cidadãos e não só moradores de rua

Uma barbárie. Deram cinco tiros num cara, Paulo Ricardo, 36 anos, colega nosso. Isso aconteceu na Praça da Matriz, onde vários moradores de rua estão acampados, em frente à Assembleia Legislativa e ao Palácio Piratini. Ou seja, num lugar que era para ter segurança 24 horas.
Além de colaborador do jornal, o Paulo Ricardo era um cidadão comprometido com a comunidade onde ele vivia. Ele guardava carros e vendia jornal, trocava ideia com todo mundo e todo mundo gostava dele.
Revoltado, o Boca de Rua pede uma investigação e se compromete em acompanhar o caso, para que os autores sejam descobertos e punidos.

Relatamos também que um outro integrante do jornal, Rodrigo “Pelé”, 33 anos, foi agredido essa semana por uma torcida organizada de futebol, enquanto ele estava trabalhando na sinaleira. Ele está atualmente em coma no hospital. Também exigimos esclarecimento sobre o ocorrido.

Enfim, lamentamos mais um caso relacionado ao sistema de saúde. No dia 16 de março, faleceu a Ana Lúcia, 50 anos, ex-integrante do Boca, a quem foi negado um atendimento decente no Vilanova. “Ela vai morrer de qualquer jeito”, explicou o médico aos próximos que a estavam acompanhando.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s