Número 63

Edição de abril, maio, junho de 2017.

  • Ruas violentas – pág.2

    A violência contra moradores de rua aumentou de forma assustadora nos últimos meses, em especial desde o começo de 2017. […]

  • Morte ao vivo – pág.3

    Paulo Ricardo foi assassinado no dia 21 de março com vários tiros pelas costas, em pleno dia, na praça da Matriz lotada de frequentadores, cercada por câmaras de segurança e por todos os poderes da cidade. […]

  • “Nao podemos dar maiores informações para não atrapalhar as investigações” – pág.4

    Entrevista com a delegada Roberta Bertoldo da Silva, da 2a Delegacia de Polícia, sobre o andamento das investigações de assassinatos de três moradores de rua. […]

  • Taco de basebol – pág.5

    Rodrigo da Silva Veloso adorava futebol. Tinha, inclusive, o apelido de Pelezinho. Era torcedor do Inter e, por ironia do destino, foi morto a chutes e pauladas por torcedores no dia 18 de março. […]

  • Duas Anas – pág.5

    Uma mulher foi encontrada morta em um contêiner no centro de Porto Alegre. Uma outra mulher morreu de doença, mas sua história também reflete a discriminação com que são tratados os moradores de rua e as populações mais pobres. […]

  • “No meu parque, ninguém fica” – pág.6

    Em um único fim de semana, o jornal Boca de Rua colheu 11 casos de violação de direitos e agressões a moradores de rua, incluíndo socos, cacetadas e lambadas com cinto. […]

  • BOQUINHA: A cidade das crianças – pág.7-8-9

    A gente nunca andou de avião. Nunca viu uma cidade de cima. Os passarinhos já viram. Eles nao tem medo de altura e nem precisam comprar passagem. É só abrir as asas, levantar uma perna e depois a outra e pronto. Voar assim deve ser bom, ir para o Pólo Norte, onde mora o Papai Noel, ou para o Rio de Janeiro onde é sempre quente e tem praia. Aqui não tem mar, mas tem rio e é legal também. Mas o resto da cidade nem tanto. Não é uma cidade para crianças. Ninguém pensa nas crianças quando constrói uma cidade. Nós pensamos e fizemos uma cidade bem divertida para todo mundo, não só para nós. Voamos sobre ela com a nossa imaginação e com asas de borboleta. […]

  • CORUJA & CIA: Às vezes sim, às veses não – pág.9

    Você conhece seu filho ou sua filha? […]

  • Barracos queimados – pág.10

    Em diversas partes da cidade, em especial no Partenon, barracos de moradores de rua estão sendo queimados. […]

  • Assistência social está abandonada – pág.11

    As pessoas em situação de rua estão abandonadas em tudo. O sistema está falido e a Fasc, que foi criada para ajudar, não está ajudando. O prefeito Nelson Marchezan Jr. já falou que a assistência social não seria prioridade do seu governo e diz que não tem mais verba para nada. […]

  • Diz que Fasc mas não faz – pág.12

    Por que não cumprem o que falam? A palavra ainda tem valor? Queremos lembrar aqui as nossas últimas tentativas de diálogo com a Fasc. […]

  • Boca presente no Comitê – pág.12

    Pela primeira vez, foi aberta uma vaga para o Boca de Rua no Comitê Intersetorial PopRua. […]

  • “Eu tenho que escutar vocês” – pág.13

    Apesar do presidente da Fasc, Solimar Amaro, não estar presente na reunião do Comitê Pop Rua, um grupo de jornalistas do Boca conseguiu encontrar com ele para conversar. […]

  • Quem vai reciclar o lixo da cidade? – pág.14

    A lei que proíbe a circulação de carroças e carrinhos em Porto Alegre não funcionou. […]

  • “Vou reciclar e ninguém vai me impedir” – pág.15

    Entrevista com Ademir Vitorino, carrinheiro e aluno da EPA. […]

  • A arte do Paulo Ricardo – pág.16
  • Mulheres agredidas – pág.16

    A violência nas ruas não atinge só moradores de rua e nem é prigilégio da polícia. […]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s