O documentário do Boca está pronto!

O longa-metragem pretende estrear este ano… fique atento 😉

“A gente não costuma se ver na tela. A maioria de nós nem tem televisão! Mas foi uma experiência muito boa. Gostamos do resultado final e da participação de cada um. Falamos o que tinha que ser falado, contamos a realidade da rua, ninguém mentiu. Alguns não foram entrevistados, porque não quiseram ou porque não dava para pegar tantos depoimentos. Mas todos apareceram em alguma cena, porque todos nós somos o Boca. E cada um tem seu jeito de trabalhar, de falar, de vender, de abordar as pessoas, na sinaleira ou na Cidade Baixa. Quem não queria muito ser filmado avisou e ficou mais de cantinho, só isso. Afinal, foi um baita trabalho, não só da Charlotte, mas de todos nós. Sentimos orgulho ao compartilhar essas histórias, sem vergonha de contar o que passamos. Muitos não sabem da dificuldade de comer ou dormir com sono tranquilo, para quem vive na rua, dia e noite. Ter que arrumar um papelão e uma aba para descansar, ter as suas coisas roubadas ou jogadas no lixo… o filme acompanha tudo isso. Mostra até a gente cozinhando à noite e acordando de madrugada. Porque nós não temos hora para dormir, mas temos sim para levantar, antes mesmo do amanhecer, às 5 horas da manhã.”

Texto publicado na edição de janeiro, fevereiro, março 2020.

Mais informações sobre o filme: http://www.deolhosabertos.com